Nômade Digital

Atualizado: Jun 2

13 dicas para trabalhar na estrada como um nômade digital

A ascensão do nômade digital é um dos maiores desenvolvimentos sociais do novo milênio.

Nenhuma mercado, ramo de atividade ou profissão detém o monopólio daqueles que se identificam como nômades digitais.

O estilo de vida foi adotado por freelancers , programadores, comerciantes afiliados, consultores e praticamente qualquer pessoa que encontrou uma maneira de fazer seu trabalho independente de qualquer local específico.

O único fator compartilhado por todos é a parte “digital” - o poder da Internet que permite ao nômade trabalhar em qualquer lugar do globo.

Para muitas pessoas, a mudança para um ambiente de trabalho não estruturado leva um pouco de tempo para se acostumar.

Nem sempre é fácil ser produtivo quando confrontado com muita liberdade.

Pensando nisso, aqui estão 11 dicas para trabalhar na estrada como um nômade digital.


1. Não tente trabalhar na praia

Se você fizer uma pesquisa de imagens no Google pela frase “nômade digital”, mais da metade dos resultados será uma foto de alguém sentado na praia com seu laptop.

É uma boa metáfora visual, mas conheço muito poucas pessoas que podem ser algo próximo da produtividade em tal ambiente.

Do lado prático, a areia e o sol são os inimigos do seu computador.

Se você estiver sentado na praia, a areia vai se espalhar pelo seu teclado, não importa o quão cuidadoso você tente ser.

E o brilho da luz do sol tornará realmente difícil até mesmo ver sua tela, muito menos realizar qualquer trabalho.

Se você conseguir encontrar um local sombreado o suficiente para poder ver a tela, provavelmente ainda precisará do brilho máximo - e isso significa que sua bateria vai acabar rapidamente.

No lado motivacional das coisas, como você pode realmente se concentrar em seu trabalho com garotas de biquíni espirrando nas ondas próximas?

A melhor abordagem pode ser abrir um bunker e fazer seu trabalho longe da água primeiro e, em seguida, aproveitar o tempo na praia em modo de relaxamento completo.


2. Sempre leve um adaptador de viagem universal

Esta é uma dica bem simples. Diferentes países têm tomadas elétricas de diferentes formatos.

Se você já se deparou com a perspectiva de encaixar três pinos redondos em dois orifícios achatados, já sabe como é importante sempre carregar um adaptador universal em suas viagens internacionais.

Você deve poder comprar um em praticamente qualquer aeroporto - procure lojas que vendam outros suprimentos de viagem, como travesseiros de pescoço e bolsas de dinheiro.


3. Prepare medicamentos e itens essenciais

O custo e a disponibilidade de medicamentos sem receita podem variar muito de um país para outro.

Se você ficar doente na Tailândia , provavelmente não terá problemas, pois há drogarias por toda parte e muitos medicamentos (incluindo antibióticos) podem ser comprados sem receita médica.

No Japão, no entanto, você realmente precisa ir a um hospital ou clínica para ver um médico antes de colocar as mãos em qualquer antibiótico.

Também para as mulheres, os produtos femininos disponíveis em cada país podem ser bastante diferentes.


4. Faça exercícios regularmente para diminuir o estresse e prevenir lesões

Ao viajar e trabalhar em trânsito, há uma boa chance de você trabalhar exclusivamente em um laptop.

É impossível ter uma postura ideal ao sentar-se na frente do seu laptop, a menos que você use um suporte portátil para elevar a tela até o nível dos olhos (o que - emparelhado com um teclado e mouse externos - é uma ótima ideia).

Para prevenir ou aliviar dores nas costas, ombros, pescoço, cotovelo e punho, uma rotina diária de exercícios que inclua ioga ou outra atividade de alongamento pode ser muito benéfica.

Você também deve fazer pausas curtas e frequentes enquanto trabalha para se levantar e caminhar um pouco.

Isso manterá seus músculos esqueléticos frescos para que não atinjam o ponto de ruptura.

5. Desenvolva um cronograma de trabalho regular que se adapte a você

Você deixou para trás o trabalho árduo das 9 às 5 e não está mais trabalhando para “o homem”, mas ainda precisa dedicar tempo ao trabalho e ser produtivo.

Pode ser muito fácil procrastinar quando não há alguém cuidando de você, então você precisará identificar e seguir uma rotina de trabalho que seja mais adequada para você.

Para alguns, isso significa acordar de madrugada e terminar todas as suas tarefas diárias antes do almoço.

Para outros, pode significar dois ou três blocos sólidos de trabalho espaçados ao longo do dia.

E ainda outros podem achar que são mais produtivos quando trabalham até tarde da noite.

Você se conhece melhor do que ninguém, então identifique seu melhor horário de trabalho e vá em frente!


6. Basta dizer "não" à multitarefa


Multitarefa é uma ótima maneira de fazer você se sentir ocupado e uma maneira terrível de realizar qualquer coisa que valha a pena.

O cérebro humano pode ser muito mais produtivo quando está focado em uma única tarefa por vez.

Em vez de tentar fazer muitas coisas ao mesmo tempo, escreva uma lista de todas as suas tarefas principais e acerte cada uma na ordem.

Conforme você risca cada tarefa concluída, seu senso de realização e motivação deve aumentar, o que o ajudará a terminar as tarefas finais com muito mais rapidez.

Para desenvolvedores, multitarefa é uma ideia especialmente ruim, pois leva um tempo para seu cérebro voltar à velocidade se você entrar e sair do “modo de codificação” constantemente.

A única exceção é trabalhar em alguma tarefa enquanto você faz o download de uma atualização de software demorada.

7. Mantenha as reuniões em um mínimo


É claro que você pode precisar fazer reuniões com seus clientes para discutir os detalhes de um projeto atual, mas tente mantê-los no mínimo.

Reuniões não regulamentadas podem consumir muito tempo.

O que poderia ser discutido em 5 minutos na maioria das vezes se transforma em uma reunião de 45 minutos cheia de conversa fiada sem sentido e detalhes repetidos sobre os quais todas as partes já estão de acordo.

Se você precisa de uma reunião, use uma lista de verificação das perguntas-chave que precisam ser respondidas para que a reunião continue no caminho certo.


8. Fique offline sempre que possível


A Internet é uma ferramenta fundamental para todo nômade digital, mas dependendo da natureza do seu trabalho, você pode não precisar estar conectado o tempo todo.

Se você for fisicamente capaz de realizar off-line partes do seu trabalho, isso permitirá que você elimine possíveis distrações da mídia social e outros ruídos de fundo.


9. Viaje devagar para economizar dinheiro e apreciar cada lugar que visitar

Como o título sugere, viajar devagar, passando pelo menos várias semanas em qualquer local, o ajudará a economizar dinheiro e aproveitar ao máximo cada lugar que você chama de lar temporário.

Quando você dedica tempo suficiente para explorar e sentir o que está ao seu redor, também será mais produtivo no trabalho, pois encontrará os melhores lugares para fazer as coisas sem muita distração.

Alugar um quarto por semana ou mês também é muito mais econômico do que alugar por dia na maioria dos casos.

O Airbnb é um bom lugar para procurar ofertas de acomodações que podem ser alugadas por longo prazo.

Você pode até desacelerar até parar apenas para fazer algum trabalho.

Não há nada de errado com essa decisão, pois viagens constantes podem interromper seu equilíbrio no trabalho.

Muitos freelancers acabam recarregando seus níveis de energia e carteiras em locais acessíveis exatamente por esse motivo.

Alternativamente, você também pode estar procurando um trabalho extra.

Empregos para nômades digitais podem ser disponibilizados se você estiver localizado nas melhores áreas para essas oportunidades.


10. Conheça o seu limite do seu corpo para o uso do café


Se você está trabalhando principalmente em cafeterias, pode ser fácil perceber que sua ingestão diária de café aumenta muito.

Como sabemos, o excesso de cafeína pode levar à insônia.

Nada contra. Amo café. Café é um alimento muito importante e fonte de nutrientes.

Porém, como todo e qualquer alimento, o excesso é perigoso.

Tomar muito café, pode levar a noites sem dormir, que podem levar à exaustão e a um declínio acentuado na produtividade.

O consumo excessivo de café para combater a exaustão apenas o levará a um ciclo vicioso e interminável.

É bom saber o limite diário de cafeína do seu corpo e cumpri-lo.

O correto é consumir até por volta das 16:00 e, se tiver que acompanhar um cliente, até as 18:00 com uma xícara pequena.

Misture sua rotina bebendo água pura, suco de frutas ou outras bebidas, em vez de seguir uma dieta estrita de cappuccino.


11. Dê a si mesmo nos finais de semana de folga, mas não necessariamente no fim de semana


Quando você define sua própria programação, nada o impede de trabalhar 7 dias por semana.

No longo prazo, entretanto, esse provavelmente não ser o melhor hábito a se adquirir para sua saúde física e mental.

Os fins de semana existem por um motivo.

Todos nós precisamos descansar de vez em quando.

Dito isso, pode haver alguma vantagem em não tirar seus dias de folga no mesmo dia da semana que todo mundo faz.

Em muitas cidades, os lugares mais interessantes para visitar podem ficar lotados nos fins de semana, mas são relativamente silenciosos no meio da semana.

Ao agendar seu próprio “fim de semana” para quarta e quinta-feira, por exemplo, você pode explorar melhor a cidade em que está hospedado evitando as multidões. E não vivemos no melhor momento para aglomerações :-)


12. Preste atenção aos eventos e situações locais


Realmente vale a pena manter-se informado sobre eventos locais, situações, festivais anuais e mudanças sazonais nos lugares em que você vai ficar.

Chiang Mai é provavelmente a cidade mais popular para novos nômades digitais começarem suas viagens, mas se você chegar em março, no meio da temporada de queimadas , provavelmente não vai gostar.

Da mesma forma, se você ficar em Bali durante o mês de março, precisa estar preparado para respeitar os costumes locais para o “dia do silêncio” de Nyepi .

Isso significa ficar dentro de casa com as luzes apagadas - possivelmente sem Internet, sem restaurantes ou lojas abertas e nada muito para fazer - por 24 horas.

Em alguns países e cidades, eventos políticos podem levar a protestos, manifestações, greves gerais ou mesmo distúrbios que dificultariam o transporte.

Portanto, é melhor se manter informado sobre as principais notícias das áreas para onde você está viajando. Abaixo Chiang Mai antes e na temporada das queimadas.

Antes e durante a temporada das queimadas
Chiang Mai

13. Conecte-se com uma comunidade nômade digital e expatriados na cidade em que você está hospedado

Existem muitos recursos online para se conectar com a comunidade de nômades digitais e expatriados que trabalham em sua "casa temporária".

Os grupos do Facebook são um bom lugar para começar.

Basta digitar o nome da cidade onde está e “expatriado” ou “nômade” na barra de pesquisa e você com certeza encontrará algo.

Conectar-se com outros nômades não é apenas uma boa maneira de obter informações sobre os melhores apartamentos ou cafés - é também uma maneira de encontrar profissionais com quem você possa trabalhar e que estarão no mesmo nível que você imediatamente.

Por exemplo, se você precisa de um aplicativo da web personalizado desenvolvido para ajudar seu negócio a crescer, talvez você possa contratar um desenvolvedor de software na comunidade local de expatriados, em vez de recorrer a um completo estranho que pode ou não entender seus objetivos e expectativas.

Te desejo boa sorte com seus objetivos de viagem e seus esforços para trabalhar como um Nômade Digital.

Tem um mundo grande lá fora e espero que essas dicas para nômades digitais possam contribuir para o seu sucesso em explorá-lo.

Quer mais ideias para viver o estilo de vida nômade?

Inscreva-se em nossa newsletter e fique atualizado.